spot_img
spot_img

Bebê de 10 meses morre após ser esquecido por pai em carro nos EUA.

Atualizado há

Criança estava provisoriamente com casal, que tentava adotá-la. Homem percebeu esquecimento ao ouvir criança chorando na TV.

Um homem de 29 anos foi acusado de assassinato após sua filha de 10 meses morrer ao ficar mais de duas horas dentro de um carro com altas temperaturas nos Estados Unidos.

Segundo a polícia, a menina morreu em decorrência das altas temperaturas dentro do carro, que estava com os vidros fechados. Fazia cerca de 32ºC no dia. O caso aconteceu em Wichita, no Kansas, em 24 de julho.

- Publicidade -

Em seu depoimento, o parceiro de Seth Jackson disse à polícia que seu companheiro havia ligado naquele dia para avisar que pegaria a menina de 10 meses com a babá após levar o outro filho adotivo do casal, um menino de  anos, a uma consulta médica.

Jackson disse à polícia que após chegar em casa trancou o carro e foi para dentro com o menino.

O parceiro do acusado disse que ele e Jackson assistiram um episódio e meio da série “Games of Thrones” e fumaram maconha. Jackson percebeu que havia deixado a filha bebê no carro do lado de fora ao ouvir uma criança chorando no programa.

Os dois correram para o carro e o companheiro de Jackson retirou a criança. Eles chamaram o serviço de emergência e tentaram reanimar a menina, mas não conseguiram abrir a boca da criança.

O policial que atendeu ao chamado disse que ao chegar ao local encontrou Jackson dizendo repetidamente “Eu a deixei no carro, ela está morta, ela está morta”.

O casal estava com a menina desde que ela tinha apenas duas semanas. Além da menina, que eles queriam adotar, e do menino de 5 anos, já adotado, os dois também cuidavam de outras quatro crianças – três em processo de adoção e uma já adotada.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App