No porto de Jules Sedney Haven, no Suriname, dezenas de contêineres com madeira que seriam exportadas ilegalmente foram interceptadas pela Fundação para o Manejo Florestal e Supervisão (SBB) nesta sexta-feira, dia 23. A ação teve colaboração das autoridades de fiscalização do governo Santokhi.

Em 40 dos 100 contêineres abertos tinham madeira. Segundo a investigação preliminar, os contêineres já estavam lacrados pela alfândega. A polícia suspeita que funcionários de diversos serviços estejam envolvidos no golpe. O Ministério Público (OM) já instaurou uma investigação multidisciplinar.

Publicidade

 

Comentar

Comentar