spot_img
spot_img

ATUALIZAÇÃO: Polícia já identificou o assassino da brasileira no garimpo do Olemary

Atualizado há

De acordo com informações da família da vítima, o corpo da brasileira chegou em Paramaribo no final da tarde da última quarta-feira, 29 de junho.

Com o objetivo de apurar os fatos e levar aos nossos leitores a informação com credibilidade, a equipe de reportagem do jornal LPM NEWS esteve na tarde desta quinta-feira, 30 de junho, na residência da família da brasileira Maria Martins Silva da Silva, de 53 anos, que foi brutalmente assassinada no garimpo do Olemary, no distrito de Sipaliwini.

Saiba mais:

- Publicidade -

O esposo da vítima, Sr. Antonio Pereira da Silva, que também trabalhava no mesmo garimpo onde sua esposa foi morta, conversou com a nossa reportagem e contou como aconteceu o duplo homicídio que tirou a vida de sua esposa e de outro garimpeiro na última segunda-feira. Segundo o marido da brasileira assassinada, não havia motivo para que o assassino identificado como Puperhart Arturo Melito, mais conhecido como “LAW” tirasse a vida de sua esposa, pois o acusado que trabalhava como chefe da segurança na área mantinha um bom relacionamento com a vítima até antes do crime. O marido da vítima disse ainda que o crime aconteceu no barraco de propriedade do casal onde a vítima trabalhava preparando as refeições para os trabalhadores e onde o próprio assassino fazia suas refeições.

De acordo com depoimento do Sr. Antonio, o crime aconteceu durante a madrugada da última segunda-feira e na noite de domingo para segunda o acusado passou a noite bebendo em cantinas próximo ao barraco onde estava a brasileira. Depois de embriagado, o assassino por razões ainda desconhecidas, decidiu bater na porta do barraco onde a vítima estava dormindo e depois de abusar e matá-la por asfixia com requintes de crueldade ainda permaneceu dentro do barraco até o clarear do dia. A segunda vítima que foi morta por “LAW” foi identificada como Melvin Fraser (31) com quem o acusado tinha uma rixa antiga.

Depois de cometer os dois homicídios e roubar as armas de alguns seguranças, o acusado assaltou um comerciante chinês de onde roubou armas, munição, gasolina, uma quantia em ouro e uma canoa motorizada com a qual fugiu do local. Alguns brasileiros que estavam no comércio no momento do assalto disseram que “LAW”, que fala muito bem português, chegou a dizer que sua vida estava acabada e ao sair do local ainda atirou várias vezes contra os tambores onde estava armazenado óleo diesel para venda.

Maria Martins Silva da Silva, de 53 anos de idade, natural da cidade de Carutapera no estado do Maranhão, era muito conhecida e querida na área do garimpo de Olemary por realizar cultos pelo rádio com seu esposo e orar por todos que lhe pediam auxílio em oração, inclusive pelo homem que tirou sua vida, pois o nome do assassino constava na longa lista de oração da irmã Maria Martins.

O assassino da brasileira ainda não foi localizado pela polícia que está com uma equipe de policiais fazendo uma varredura na área e pede ajuda para quem tiver qualquer informação sobre a localização do criminoso que entre em contato diretamente com a Central de Controle da Polícia através do telefone 175 ou pelo site http://www.politie.sr.

O Sr. Antonio Pereira, esposo da vítima, ainda muito debilitado e tentando se recuperar do choque pela maneira barbara como sua esposa foi assassinada, confessou que deseja levar o corpo da esposa para o Brasil, mas não dispõe de recursos financeiros para fazer o translado e pede que aquele que puder e quiser ajudar, poderá entrar em contato direto com a família pelos telefones: 870-3522 ou 875-3120.

A equipe do jornal LPM NEWS oferece as condolências a família enlutada e pede a Deus que faça justiça a quem cometeu tamanha crueldade.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App