Suicida usou uma moto, que explodiu em frente a prédio da Narcóticos. Explosão ainda deixou seis feridos.

Um atentado suicida cometido nesta terça-feira (22) contra o Departamento de Narcóticos em Cabul, a capital do Afeganistão, causou a morte de quatro pessoas, sendo três estrangeiros e um tradutor afegão, informou à Agência Efe uma fonte policial.

“O ataque foi cometido por um suicida em uma motocicleta, que detonou as bombas que carregava em frente ao Departamento de Narcóticos”, disse a fonte, que preferiu manter o anonimato.

A nacionalidade dos estrangeiros não foi confirmada.

Outras seis pessoas ficaram feridas no atentado, que ocorreu no começo da manhã, que teve sua autoria reivindicada pelos talibãs. “O combatente suicida Maulvi Abid Kandahari realizou o ataque. As informações iniciais indicam que os estrangeiros sofreram 15 baixas”, escreveu o porta-voz talibã Zabihullah Mujahid através do Twitter.

Os atentados suicidas são, junto com os artefatos explosivos improvisados (IED, sigla em inglês), os métodos mais recorrentes dos talibãs para atacar as forças afegãs e internacionais, mas que acabam causando, na prática, um elevado número de vítimas civis.

O Afeganistão passa por um de seus períodos mais violentos depois que as forças de segurança afegãs se tornaram responsáveis pela segurança do país no ano passado, após a retirada gradual da missão da Otan (Isaf), que será concluída definitivamente no final de 2014.

Além disso, o país asiático se encontra em pleno processo eleitoral com a apuração dos votos das eleições presidenciais após as denúncias de fraude, uma auditoria que adiou a posse do novo chefe de Estado do Afeganistão.

Apesar da retirada da Otan, os Estados Unidos anunciaram que manterão cerca de 9,8 mil soldados em território afegão até o final de 2016.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: G1

Comentar

Comentar