A Associação dos Operadores de Câmbio do Suriname está cansada das críticas sobre o seu papel na evolução das taxas de câmbio atuais.

Na sexta-feira, 6 fevereiro, eles se reuniram em sessão extraordinária para discutir a onda de críticas e passar a informação correta para a sociedade. O presidente da associação Remy Bhailal, explica que cada cambio depende da compra e venda de moedas para ter lucro. “Guardar dinheiro seria um negócio desastroso para quem trabalha com cambio.”  O Cambio é formalmente aprovado e fiscalizado pela autoridade monetária. “Isso não pode ser dito dos inúmeros “câmbios negros” como supermercados, lojas ou empresas, concessionária de carros ou arrendamento, casinos ou agências de viagens.” Afirmou Remy.

Publicidade

Ao contrário dos “câmbios formais” os “câmbios negros” que não têm qualquer autoridade ou controle, para definir arbitrariamente os seus preços de aquisição. Isso incentiva os cidadãos a trocarem  a moeda com eles, em vez dos “câmbios oficiais” que têm de cumprir as regras do preço do banco mãe.

“É inegável que os comerciantes ilegais e especuladores, estimulam a situação sobre as taxas de câmbio. Infelizmente há uma falta de política clara do governo para amenizar essa turbulência cambial que são bem conhecidos ”

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar