O prêmio foi entregue esta semana pelo embaixador da União Européia no Suriname, Jernej Videtic.

O prêmio dos Direitos Humanos da UE é um sinal de reconhecimento e apreciação da União Européia pelos esforços das organizações comprometidas com o respeito, a proteção e a promoção dos direitos humanos.

Publicidade

O presidente da Associação de Chefes das Aldeias Indígenas no Suriname (VIDS),  Theo Jubithana, recebeu o Prêmio dos Direitos Humanos da UE. O VIDS foi selecionado pela UE por seus incessantes esforços para promover e proteger os direitos dos povos indígenas e esta foi a primeira vez que este prêmio foi concedido ao Suriname.

A comissão dos Direitos Humanos visa melhorar a eficácia e a coerência da política de direitos humanos da UE. O plano de ação para os direitos humanos e a democracia (2015-2020) proporciona uma base comum para que os países da UE e as instituições europeias desenvolvam um esforço verdadeiramente coletivo. A União Europeia está fortemente empenhada na promoção e proteção dos direitos humanos, da democracia e do Estado de direito em todo o mundo. Os direitos humanos têm uma importância especial nas relações da UE com outros países e regiões. O trabalho de promoção dos direitos humanos pode contribuir para prevenir e resolver conflitos e, em última análise, reduzir a pobreza.

Foto: Waterkant

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar