Um rapaz de 17 anos que deixou a Inglaterra para se juntar ao Estado Islâmico pode ter se tornado o homem-bomba mais jovem inglês após se explodir dentro de um carro no norte do Iraque, afirmou a mídia britânica depois que rebeldes publicaram imagens nas redes sociais.

O jovem, cujo nome utilizado era Abu Yusuf al-Britani, foi mostrado próximo a um veículo preto em imagens postadas por contas ligadas ao Estado Islâmico nas redes sociais, de acordo com o jornal The Guardian. As mensagens diziam que ele, na sequência, participou de um ataque suicida na província iraquiana de Salahuddin.

Publicidade

Acredita-se que o adolescente seja Talha Asmal, que deixou West Yorkshire em março e se juntou ao Estado Islâmico, de acordo com um comunicado emitido por sua família.

“Embora as informações ainda não sejam confirmadas e as autoridades competentes britânicas estejam trabalhando duro para averiguar os fatos, nós podemos confirmar que as fotografias de um jovem supostamente chamado Abu Yusuf al-Britani parecem mostrar nosso filho Talha, de 17 anos”, afirmou a família em comunicado distribuído pela polícia de West Yorkshire neste domingo.

“Naturalmente, nós estamos todos completamente devastados e inconsoláveis por essa indescritível tragédia que agora nos sucedeu.”

Serviços de segurança estimam que pelo menos 600 britânicos foram à Síria ou ao Iraque para se juntar a grupos militantes, incluindo o homem conhecido como “Jihadista John”, que já apareceu em vários vídeos de decapitação do Estado Islâmico.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: Veja

Comentar

Comentar