Nos últimos dois dias, quase 200 pessoas foram mortas em ataques cometidos por extremistas do Boko Haram em aldeias no nordeste do país.

Uma adolescente-bomba matou doze pessoas em uma mesquita no nordeste da Nigéria, reportam os jornais locais nesta sexta-feira. “Enquanto as pessoas estavam na mesquita para as orações, ela correu para dentro e se explodiu”, contou o segurança Danlami Ajaokuta. O ataque ocorreu na quinta-feira, na cidade de Malari. Segundo a fonte, a menina-bomba tinha aproximadamente 15 anos e não era conhecida na cidade. O atentado ainda não foi reivindicado, mas o modus operandi corresponde às ações do grupo radical islamita Boko Haram, que já usou inúmeras vezes meninas como bombas humanas. O Estado de Borno, onde se encontra a cidade de Malari, é o reduto dos jihadistas que tentam derrubar o governo nigeriano e implantar uma ditadura.

Publicidade

Massacres – Também nesta sexta-feira, militantes do Boko Haram executaram onze homens no nordeste do país. Eles invadiram suas casas, os arrastaram para a rua e os mataram por fugir do recrutamento forçado do grupo armado. Nos últimos dois dias, quase 200 pessoas foram mortas em ataques cometidos por membros do Boko Haram em aldeias no nordeste da Nigéria.Segundo testemunhas, dezenas de rebeldes atacaram na quarta-feira três vilarejos remotos de Borno, matando vários moradores e incendiando suas casas. Tratam-se dos dias mais sangrentos de ataques do grupo extremista desde que o presidente Muhamadu Buhari assumiu o poder em maio.

Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: Veja

Comentar

Comentar