Residentes que estiveram no país do surto terão que ficar em quarentena.

Os viajantes não residentes que estiverem na República Popular da China nos últimos 14 dias não serão admitidos no território do Suriname. O comunicado foi emitido pelo governo federal e se aplica, inclusive, a membros da tripulação de companhias aéreas. A medida é uma recomendação do Ministério da Saúde para prevenir o país do coronavírus.

Por outro lado, os residentes provenientes das áreas de alto risco ficarão isolados em quarentena por 14 dias após a chegada. Eles ainda terão que responder questionários sobre itinerários recentes. O Suriname ainda reitera a necessidade a medidas preventivas: lavar as mãos com água, sabão ou desinfetante; e cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel ao tossir ou espirrar.

Publicidade

Após o surto do coronavírus (2019-nCoV) na cidade de Wuhan, província de Hubei, o governo do Suriname constantemente tem informado a população sobre medidas de combate e informações. Não há nenhum caso suspeito e, tampouco, confirmado. Um protocolo de procedimentos foi divulgado com a ajuda da Organização Mundial de Saúde (OMS) caso haja algum tipo de situação relacionada ao vírus.

Foto: LPM News

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar