spot_img
spot_img

Venezuelanos, Cubanos e amigos da Venezuela no Suriname apoiaram as ações da Venezuela contra os Estados Unidos

Atualizado há

O Presidente Maduro, da Venezuela, pode nos próximos nove meses governar por decreto.

O parlamento venezuelano aprovou e deu amplos poderes ao presidente Maduro que disse precisar dos amplos poderes para enfrentar as ameaças Americanas.

No Suriname, um grupo de cidadãos,  repudiou a agressão dos Estados Unidos (USA) contra a Venezuela. O grupo é composto por Cubanos, amigos da Venezuela,  Índios e os Venezuelanos que vivem no Suriname. Estas declarações  foram feitas perto da imagem de Simon Bolivar na praça Kerkplein em Paramaribo.

O embaixador de Cuba no Suriname, Julio Solis Ferreiro, condenou a ação e descreveu como “impensável e ridículo. Os americanos não podem imaginar que a Venezuela seja uma ameaça para eles. A embaixadora da Venezuela, Olga Díaz Martínez, agradeceu ao grupo pelo apoio. A embaixadora disse que isto é uma estratégia usada para prejudicar o presidente democraticamente eleito da Venezuela, Nicolas Maduro”.

As tensões entre a Venezuela e os EUA aumentaram consideravelmente nos últimos tempos. A Venezuela disse na semana passada que espiões Americanos haviam sido presos.

Os EUA veem à Venezuela como um país corrupto que viola os direitos humanos. Washington quer que Caracas faça à liberação de todos os presos políticos.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App