Reprodução/Redes Sociais
Publicidade

O vídeo de uma influencer digital de Jacundá, sudeste do Pará, publicado nas redes sociais foi alvo de denúncias por maus tratos à polícia. Nas imagens, a jovem aparece tragando um cigarro de maconha e expirando na boca de um cachorro, o obrigando a inalar a fumaça.

Ainda no vídeo, uma pessoa que está com a jovem pede para ela parar, avisando que seria maus-tratos, o que é crime por lei: “Não faz isso não, mano. Coitado do animal. Isso aí é maus-tratos”.

Publicidade

A denúncia foi parar na Superintendência Regional do Lago de Tucuruí, da Polícia Civil (PC), que informou, em nota, ter instaurado um Auto de Investigação (AI) para apurar o caso.

De acordo com a PC, informações preliminares apontam que o vídeo foi gravado há cerca de um mês, quando a investigada ainda era adolescente. “A investigada e o amigo, dono do animal, compareceram à unidade policial para prestar esclarecimentos e aguardam a conclusão da investigação”, segundo a PC.

O crime de maus-tratos a animais é previsto no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 e, com atualização, pode ser punido com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda.

Comentar

Comentar