Somente as pessoas que perderam seus empregos durante a pandemia da Covid-19 terão direito a receber do governo o subsídio de SRD 1500, anunciou André Misiekaba, ministro de Assuntos Sociais e Habitação, durante coletiva de imprensa na última quarta-feira, dia 13 de maio.

“As pessoas que precisam ficar em casa sem salário por enquanto também são elegíveis para esse benefício. As pessoas devem se registrar no ministério. As pessoas devem ser capazes de demonstrar que estavam trabalhando em algum lugar. Não é difícil descobrir porque o Ministério do Trabalho também tem um arquivo“, disse.

Publicidade

Misiekaba também indica que as pessoas que trabalham no setor informal podem ser beneficiadas. “Deve haver evidências claras de que as pessoas costumavam trabalhar, como cabeleireiros, garçonetes, motoristas de ônibus escolar e outros. Os motoristas de ônibus que agora estão em casa”.

O ministro enfatiza que é difícil visualizar o setor informal porque muitos optam pela atividade para fugir do pagamento de tributos. “Com a situação do Covid-19, eles próprios percebem que isso funciona de maneira desvantajosa. O subsídio SRD 1500 é por seis meses e é financiado pelo Fundo de Emergência”, finalizou.

Foto: Arquivo LPM

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar