Foto: Gabriel Chaim

Na manhã deste domingo (6), o exército russo bombardeou mais uma vez uma ponte que servia de rota de fuga da cidade de Irpin, a oeste de Kiev. Uma mãe e dois filhos – que tentavam escapar a pé – morreram na hora. O ataque chocante aconteceu no mesmo lugar em que o fotógrafo brasileiro Gabriel Chaim esteve ontem (5), documentando uma desesperada saída da cidade.

Em Kiev, a capital, Gabriel mostra os preparativos para uma possível invasão, numa praça que já foi palco de episódios importantes na história da Ucrânia. “Carregando o que eles conseguiram pegar de última hora. Eu consigo escutar muitos bombardeios ao fundo, tem uma fumaça preta a aproximadamente uns 2 quilômetros e é essa que é a situação agora aqui”, relata.

Publicidade

Nesta manhã, a ponte que servia de rota de fuga foi bombardeada novamente. Um fotógrafo do jornal americano The New York Times estava filmando o local bem na hora que um míssil caiu numa rua próxima. Três pessoas da mesma família morreram. Entre elas, duas crianças.

Jornalistas tiveram que deixar o local às pressas. Um domingo tenso que encerra uma semana de guerra na Ucrânia.

Comentar

Comentar