Utrecht paga pela mudança de 'nome de escravo' dos moradores. — Foto: reprodução.

Descendentes de escravos que vivem em Utrecht, cidade da Holanda, e que desejam ter o sobrenome alterado por conta da ligação com o passado de escravidão holandesa podem modificar o nome pro pagamento do próprio município. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira (23).

O ‘nome de escravo’ é um apelido ou nome de família relacionado à escravidão e era dado por um proprietário ou funcionário colonial a uma pessoa escravizada.

Publicidade

Quem deseja mudar o sobrenome pode enviar uma solicitação ao Justis, o serviço de triagem do Ministério da Justiça e Segurança da Holanda. Isso custa pelo menos 835 euros, mas pode chegar a milhares de euros.

O município de Utrecht, que pediu desculpas nesta quarta-feira (23) pelo passado de escravidão, não espera que o governo do país pague pela mudança do ‘nome escravo’ dos moradores, que será feita pelo município.

Comentar

Comentar