Em 2017 e 2018, empresa de transporte registrou o assassinato de 19 pessoas e a morte de outras 107 em acidentes de trânsito durante viagens.

Publicidade

A companhia Uber, que opera o aplicativo mundial de transportes, registrou quase 6 mil casos de abuso sexual apenas nos Estados Unidos em 2017 e 2018. No mesmo período, 19 pessoas foram mortas e 107 perderam a vida em acidentes de trânsito durante viagens da empresa.

As informações foram divulgadas pela própria empresa em um relatório no qual afirma que a transparência faz parte de seu compromisso para “aumentar a segurança do Uber e da indústria como um todo”.

O número absoluto de casos registrados de abuso sexual cresceu no ano passado em relação a 2017 (de 2.936 para 3.045), mas a proporção em relação ao total de viagens caiu 16% no mesmo período.

Comentar

Comentar