“Por que essas pessoas não votaram?”, disse o novo presidente dos Estados Unidos

O novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, publicou uma mensagem sarcástica em seu Twitter neste domingo, em resposta aos protestos da Marcha das Mulheres. As manifestações reuniram mais de um milhão de pessoas em Washington, outras cidades norte-americanas e ao redor do mundo. “Assisti aos protestos ontem, mas fiquei com a impressão de que acabamos de passar por uma eleição! Por que essas pessoas não votaram? As celebridades prejudicam bastante a causa dos protestos”, escreveu Trump.

Publicidade

Entretanto, duas horas mais tarde, o republicano voltou a escrever, desta vez com um tom mais conciliatório. “Os protestos pacíficos são uma marca registrada da nossa democracia. Mesmo que eu nem sempre concorde, reconheço o direito das pessoas de expressarem suas visões”, disse.

As mensagens contrastantes marcam a primeira resposta de seu governo aos protestos e Trump usou sua conta pessoal no Twitter para postá-las. Na sexta-feira, dia da posse, o perfil oficial da presidência dos EUA na rede social foi atualizado com sua foto e todos os tuítes da outra administração foram apagados. Desde então, a conta oficial @POTUS lançou 7 mensagens.

 

Trump também usou o Twitter para celebrar a quantidade de pessoas que assistiram a transmissão televisiva de sua cerimônia de posse, salientando que o número foi maior do que na posse de Barack Obama em seu segundo mandato. “Uou, saíram os números da televisão: 31 milhões de pessoas assistiram a posse, 11 milhões a mais do que os ótimos números de 4 anos atrás!”.

Donald J. Trump

@realDonaldTrump

Watched protests yesterday but was under the impression that we just had an election! Why didn’t these people vote? Celebs hurt cause badl

Donald J. Trump

@realDonaldTrump

Wow, television ratings just out: 31 million people watched the Inauguration, 11 million more than the very good ratings from 4 years ago!

Seguir

Donald J. Trump

@realDonaldTrump

Peaceful protests are a hallmark of our democracy. Even if I don’t always agree, I recognize the rights of people to express their views.

Fonte:G1

Comentar

Comentar