Com a visita do presidente boliviano Evo Morales, três documentos serão assinados. Um deles está relacionado a criação de um mecanismo institucional para consulta política. O outro diz respeito à abolição de vistos entre os dois países, afirmou Meriam Mac Intosh, diretora de Assuntos Geopolíticos e Cooperação Internacional para o Desenvolvimento do Ministério das Relações Exteriores (Buza).

PUBLICIDADE

O Presidente boliviano chega na quarta-feira, 10 de julho, às zero horas para uma breve visita ao Suriname. Mac Intosh afirma que a visita será para ampliar os laços bilaterais e multilaterais. Morales viaja do Suriname para a Rússia para uma reunião de cúpula com o presidente russo, Vladimir Putin. Morales esteve no Suriname em 2013, quando participou da Unasul com Paramaribo como anfitriã.

Meriam Mac Intosh diz também que o Suriname está na estrada com países que pensam da mesma maneira e que podem compartilhar conhecimento e experiência quando se relacionam no setor agrícola. O objetivo é garantir segurança alimentar aos países. O Suriname e a Bolívia entraram em relações diplomáticas em 23 de junho de 1978.

Atualmente as áreas de cooperação são: O setor agrícola, os recursos naturais e a mineração. Os documentos que devem ser assinados estão relacionados a estes três temas.

Foto: LPM

Deixe seu comentário abaixo.