Foto: Federação da Guiana
Publicidade

Após quase dois anos de trabalho na Seleção de Guiana o técnico brasileiro, Márcio Maximo e o presidente da Federação Guiana de Futebol (GFF), Wayne Ford chegaram a um acordo amigável e acabou não renovando seu contrato que venceria no próximo dia 31 de agosto e está voltando ao Brasil.

  • Dean Gorré deixa o comando da Seleção do Suriname

O treinador chegou a Seleção de Guiana em outubro de 2019 com objetivo de brigar pela classificação nas Eliminatórias para Copa do Mundo do Qatar em 2022 e para conquistar uma vaga na Copa Ouro no qual Marcio Maximo conquistou este feito e pela segunda vez na história a seleção conquistou sua classificação jogando com muitos atletas formados na base e que ganharam suas primeiras oportunidades através do técnico.

Publicidade

Comentar

Comentar