Albert Jubithana — Foto: Luiz Paulo

O Ministério dos Transportes, Comunicações e Turismo (TCT) vai adotar medidas mais rigorosas para os casos em que motoristas de ônibus e passageiros não cumprirem os protocolos de combate e prevenção à Covid-19. Segundo o governo do Suriname, existem usuários que embarcam sem os devidos cuidados.

A principal queixa está relacionada ao não uso de máscara. “Nesse ínterim, houve uma troca de ideias sobre o assunto com a Organização de Titulares de Ônibus de Linhas Privadas (PLO) e a mensagem é que esses assuntos não serão mais tolerados”, disse o ministro do TCT, Albert Jubithana, durante uma conferência de imprensa.

Publicidade

Há 16 dias para o final do ano, o ministro ressalta a importância de ações para conter o avanço da doença no país. “Devem ser tomadas imediatamente para prevenir o pior. Esta decisão também se aplica aos proprietários dos barcos. Os fiscais do ministério devem ouvir todo tipo de linguagem depravada”, reiterou.

No que diz respeito ao transporte aéreo, serão também tomadas medidas mais restritivas no aeroporto internacional de Zanderij. Segundo o ministro, os passageiros que entram no país “devem perceber que no nosso país e no aeroporto, as regras do governo devem ser respeitadas”, concluiu.

Comentar

Comentar