spot_img
spot_img

Taylor Swift não está no topo do pop de 2015 à toa

Atualizado há

Taylor Swift é o Michael Jackson de 2015. Como o falecido rei do pop, ela saiu de um nicho musical para tentar atingir a maior quantidade de pessoas possível. Tirou as franjas do passado country e transformou-se numa popstar cosmopolita e mundial, cantando seus amores e dores de cotovelo quase na mesma toada que anteriormente, mas sem o sotaque específico de um único gênero musical.

O show que apresentou no Rock in Rio Las Vegas foi quase exatamente o mesmo que ela apresenta em sua The 1989 Tour, inspirada pelo disco batizado com o ano de seu nascimento, lançado no ano passado. E se não fosse a própria cantora se referir ao nome do festival com certa frequência, era fácil esquecer que havíamos assistido a vários shows no mesmo dia. Ela domina o público com uma facilidade quase maquiavélica, embora suas caras, bocas, gestos e conversas ao microfone a transformem na melhor amiga de todos os presentes. Taylor Swift não está no topo do pop de 2015 à toa.

Além de boa parte das músicas de seu novo disco, o show ainda contou com a participação do próprio Ed Sheeran, com quem Taylor dividiu a turnê de seu disco anterior, Red, e os dois dividiram vocais em “Tenerife Sea”, composta pelo inglês, e a primeira apresentação ao vivo da faixa “Wonderland”, tocada somente ao violão pela cantora.

Deixe eu comentário abaixo.

Fonte: UOL

Comentar

Comentar

spot_img
spot_img
spot_img

Mais do LPM

spot_img
Custom App
Phone
Messenger
Email
WhatsApp
Messenger
WhatsApp
Phone
Email
Custom App