Desde 27 de abril, outras 400 mil contraíram a doença

No Iêmen, até beber água pode levar à morte por conta da cólera que atinge o país. Desde o dia 27 de abril, quase 2 mil pessoas morreram vítimas da doença, de acordo com informações da OMS (Organização Mundial da Saúde), e mais de 400 mil já foram infectadas.

Publicidade

A cólera é uma doença que causa diarreia pela ingestão de comida ou água contaminada por fezes humanas e pode matar em algumas horas se ela não for tratada rapidamente, Ela já foi completamente erradicada em países desenvolvidos com sistema sanitário e tratamento de água, A guerra civil que acontece no Iêmen, no entanto, colocou uma coalizão militar liderada pela Arábia Saudita em confronto com o grupo armado Houthi, o que tornou ainda mais difícil lidar com catástrofes como a cólera e fome em massa.

A falta de água tratada forçou muitas pessoas a formarem filas nos caminhões de abastecimento para encher recipientes, Segundo estimativas das Nações Unidas, uma criança de menos de 5 anos morre a cada 10 minutos no Iêmen por motivos que poderiam se evitados, 2 milhões de pessoas deixaram suas casas e somente metade dos hospitais têm funcionários e recursos suficientes para funcionarem, normalmente Para ajudar a população, OMS tem feito atividades que incluem melhorar o acesso à água potável e ao saneamento, além da criação de centros de tratamento, capacitação de profissionais de saúde, reforço da vigilância e atuação com as comunidades na prevenção.

A outra necessidade é quebrar o que a OMS chama de “círculo vicioso de desnutrição e diarreia” no país, onde 17 milhões de pessoas enfrentam insegurança alimentar.

Fonte:R7

Comentar

Comentar