Ministro de Relações Exteriores, Negócios Internacionais e Cooperação Internacional (BIBIS), Albert Ramdin, afirmou que Suriname se posionou contra ataques russos e a favor de resolução da ONU — Foto: Luiz Paulo

O governo do Suriname reafirmou nesta quinta-feira (3) que não se absteve e votou favor da resolução da ONU contra a Rússia sobre os ataques à Ucrânia.

A 11ª sessão especial de emergência da Assembleia Geral das Nações Unidas, que ocorreu entre 28 de fevereiro e 2 de março, votou pela condenação invasão e agressão militar da Rússia contra a Ucrânia.

Publicidade

O ministro de Relações Exteriores, Negócios Internacionais e Cooperação Internacional (BIBIS), Albert Ramdin, enfatiza que o Suriname votou a favor da resolução.

“A posição do Suriname era clara desde o início do conflito. Está claramente indicado na tela das Nações Unidas que o Suriname é verde, o que significa que votámos a favor”, explicou o ministro em resposta a relatos de que o Suriname havia se abstido de votar.

O resultado da votação pode ser visto na imagem abaixo.

Ele ainda apontou que o Suriname condenou veementemente a invasão e agressão da Rússia contra a Ucrânia com base em princípios internacionalmente aceitos de soberania territorial, bem como pela base na ordem internacional e no direito internacional.

Comentar

Comentar