O Suriname terá internet 5G antes do final de 2019. Será o primeiro país da região a possuir essa tecnologia. O diretor da Telesur, Mike Antonius, anunciou isso na 35ª conferência anual da Associação Caribenha de Organizações Nacionais de Telecomunicações (CANTO), realizada entre 21 e 24 de julho em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago. O tema deste ano foi: “Transição Para o Mundo Digital – Oportunidades e Desafios”.

Uma internet de 5G possibilita a interligação mais rápida entre dispositivos, o que gera dinamismo nos serviços para empresas, clientes e cidadãos comuns. A integração com o resto do mundo também é mais fácil, porque graças à conectividade digital, não há estagnação. Oportunidades são criadas para empreendedores independentes participarem da economia da internet, onde podem oferecer seus produtos e serviços globalmente.

Com o lançamento da internet 5G, a Telesur está dando o próximo grande passo no desenvolvimento da internet super rápida no Suriname. O crescimento explosivo da “Internet das Coisas” (IoT) –  é imparável em todo o mundo. IoT se refere ao fato de que mais e mais dispositivos do dia a dia estão conectados à internet. Esses dispositivos inteligentes ou semi-inteligentes podem trocar dados, tomar decisões e se comunicar de forma independente entre si ou com as pessoas.

No futuro, quase todos os eletrodomésticos serão conectados à internet. Por exemplo, um refrigerador que mantém seu próprio estoque e envia uma lista de compras digital diretamente ao supermercado pela internet, onde os mantimentos estão prontos para você, é uma das coisas se poderá fazer com a nova tecnologia. A IoT também garante mudanças inovadoras dentro das empresas e organizações e seus produtos e serviços. Por exemplo, a ‘agricultura inteligente’ com aplicações inteligentes possibilita que as terras agrícolas sejam escaneadas e aproveitadas de maneira ideal. Enquanto isso, a primeira cirurgia cerebral remota foi realizada com sucesso na área médica graças à tecnologia 5G.

Foto: NII

Comentar

Comentar