Os adeptos e simpatizantes do uso legalizado da erva, já estão se mobilizando no Suriname.

Como seria se a maconha fosse legalizada no Suriname? Pergunta Dax Santino Fong Hing, que pretende apresentar uma petição para a legalização da maconha (Cannabis).

Publicidade

Dax disse na semana passada que para apresentar a petição as autoridades do Suriname fará uma campanha para conseguir quarenta mil assinaturas em um prazo de quatro anos. Liberar o uso da maconha para fins médicos e pessoais, de acordo com Dax, vai estimular a economia no Suriname. A coleta de assinaturas vai começar na próxima semana em alguns locais públicos.

Dax Santino disse que tem se perguntado por um longo tempo por que uma planta com tantos benefícios continua sendo proibida?. Segundo Dax, as pessoas devem pesquisar os prós e os contras da maconha por iniciativa própria e não somente porque os americanos dizem que não é bom. O defensor da legalização da maconha acredita que através da legalização as pessoas ficarão mais saudáveis. “Para evitar abusos, a comunidade deve estar bem informada”, disse Dax Santino em uma coletiva de imprensa no bar de sua propriedade em Paramaribo.

Dax ainda fez a apresentação de um documentário no Youtube sobre a Marijuana.

Dax salientou que pretende viajar para a Holanda para observar como tudo funciona por lá e ao retornar disse que vai iniciar a campanha. Para este fim, está procurando parceiros para apoiar a causa. Dax Santino, disse ainda que teve reações positivas e negativas ao apresentar o projeto de petição para legalização da maconha no Suriname.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar