A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) doou ao Suriname reagentes que ajudam no diagnóstico rápido da Covid-19. O material recebido pelo governo contém um conjunto de iniciadores e sondas para detecção do gene SARS-CoV-2 suficiente para 3.900 testes.

Veja também:

Publicidade

O outro conjunto recebido pelo Suriname é composto por primers e sondas também para a detecção do gene SARS-CoV-2 e são suficientes para 3.500 reações. Primers e sondas são genes fabricados que podem reconhecer o vírus. A entrega do material foi feita por Karen Lewis-Bell, representante da OPAS.

Karen também indicou que os casos recuperados estão sendo testados para confirmar a ausência da propagação do vírus. “Se o vírus não estiver presente, esses iniciadores e sondas não poderão se ligar e você não receberá um sinal no dispositivo, que você vê como negativo”, explicou.

Foto: NII

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar