Uso ainda será permitido em alguns casos. Confira.

A utilização de isopor no Suriname quando se destina diretamente ao consumidor/população está proibida a partir do dia 1º de novembro, segundo divulgou o Ministério do Comércio, Indústria e Turismo do país. A medida foi aprovada em maio deste ano após uma série de reuniões com importadores do produto e demais setores envolvidos.

No Suriname, o isopor é bastante utilizado para embalagem na indústria hospitalar e a importação se aplica, sobretudo, no setor de comidas, pratos, copos, bandejas de carne e vegetais e, ainda, com a espuma de poliestireno feita de plástico expandido. O uso segue permitido em, por exemplo, caixas frias para resfriar legumes, frutas e peixes para a produção e exportação.

No entanto, para fazer uso do isopor, todas as empresas precisam de uma licença e, ainda, cumprir determinadas regulamentações do Ministério do Comércio, Indústria e Turismo. O motivo para a proibição do produto está relacionado ao tempo de decomposição, que pode levar até 500 anos em condições ideais. Vários países, como Jamaica, Belize, Bahamas e Costa Rica, já aderiram a esta medida.

Foto: LPM News

Deixe seu comentário abaixo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui