Diferente da suspensão parcial anunciado pelo presidente Desiré Delano Bouterse em virtude das eleições, as fronteiras do Suriname não vão reabrir nos dias 24 e 25 de maio. O chefe de estado oficializou a decisão em pronunciamento na televisão nesta quinta-feira, dia 21 de maio.

“A suspensão das medidas de bloqueio parcial não se aplica às fronteiras. Serão permitidos movimentos no lado do Suriname através do rio e por terra. Os pontos de verificação nas posições estratégicas serão mantidos. Peço às pessoas que denunciem casos suspeitos às autoridades”, disse Bouterse.

Publicidade

O presidente indica que, apesar das medidas tomadas, “um novo e ativo caso de importação do Covid-19 ainda foi capaz de surgir no país. No entanto, as autoridades de saúde e segurança garantem que a situação é gerenciável”, disse, se referindo ao brasileiro que ingressou de forma ilegal.

“Este dia de eleição do ano coincide com o Ied-Ul-Fitr, a segunda-feira será equiparada ao domingo. Todos os eleitores que estiverem em quarentena no Suriname na segunda-feira, 25 de maio, terão a oportunidade de votar”, completou o presidente, ao encerrar seu discurso.

Foto: Arquivo LPM News

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar