Foto: PF

A Operação Mercador Fenício, deflagrada pela Polícia Federal (PF) e Receita Federal nesta quinta-feira (10) em sete estados e no Distrito Federal, cumpriu oito mandados de busca e apreensão no Pará. As investigações miram associações criminosas ligadas ao contrabando e lavagem de dinheiro, e que movimentaram em torno de R$600 milhões entre 2016 e 2020.

Segundo a PF no Pará, foram apreendidos aparelhos celulares, HDs, pen drivers e documentos de investigados com mandados expedidos pela Justiça Federal, que estariam ligados a “sistema financeiro paralelo” para lavagem de dinheiro, usando empresas de fachada e “laranjas”. A identidade dos suspeitos não foi divulgada.

Comentar

Comentar