Suriname condena invasão russa à Ucrânia. — Foto: reprodução

A República do Suriname tomou nota nesta quinta-feira (24) com grande preocupação da invasão militar russa na Ucrânia. Na declaração, as autoridades expressam a condenação pela agressão militar da Rússia.

O documento aponta que o Suriname apoia os princípios orientadores do direito internacional consagrados na Carta das Nações Unidas e, neste contexto, destacou a independência e a integridade territorial da Ucrânia.

Publicidade

Além disso, a nota relatou que a invasão russa de um país soberano e independente não pode ser aceita em nenhuma circunstância e que invasão terá consequências de longo alcance para o povo da Ucrânia, o que representará uma séria ameaça à paz e à segurança na região e no mundo.

Nesse sentido, o Governo da República do Suriname reiterou a posição de princípio em relação à coexistência pacífica e ao restabelecimento do diálogo em qualquer conflito existente, independentemente de sua natureza, mantendo os princípios internacionalmente aceitos de não interferência nos assuntos internos dos Estados, respeito pela soberania e integridade territorial

Assim, o Suriname alinha-se com a posição da Comunidade do Caribe ou Comunidade das Caraíbas (Caricom), que afirma que todas as partes envolvidas são chamadas a agir com responsabilidade e autocontrole para evitar a desestabilização na região em conflito.

A República do Suriname mantém laços diplomáticos e amistosos com a Rússia e a Ucrânia e, em todas as circunstâncias, afirmou que permanecerá comprometida com os processos de diálogo e diplomacia como elementos essenciais para contribuir para a democracia, a paz, a estabilidade e a segurança.

Comentar

Comentar