Até 2018, pelo menos mil agricultores terão a oportunidade de exportar culturas, frutas e vegetais para a Europa.

Este avanço nas exportações se tornou possível porque um acordo foi assinado com a União Europeia (UE) e a Organização para a Alimentação e a Agricultura (FAO), com uma doação de USD 15 milhões.

Publicidade

O anuncio foi feito pelo presidente Desi Bouterse em seu discurso de ano novo no dia 1 de janeiro. “As exportações e as importações são de grande importância para o crescimento econômico acelerado do país e habilitar a entrada e saída de navios de carga maiores é de valor estratégico”, explicou o presidente Desi Bouterse.

O presidente disse ainda que este ano, com grande prioridade, a dragagem dos rios em Nickerie e em Paramaribo será realizada para que o aprofundamento desses rios, possibilite a entrada de navios maiores nos portos de Nickerie e Paramaribo. As exportações de arroz e banana aumentarão a partir de Nickerie e podem ocorrer a taxas de frete mais baixas devido ao aumento nos volumes de exportação.

Segundo o pronunciamento do presidente, o porto de Paramaribo também será acessível para navios de carga muito maiores com maiores volumes de frete por vez, o que reduzirá os preços do frete e, portanto, os preços ao consumidor de todos esses bens.

De acordo com os planos do governo para este ano, as perspectivas de crescimento econômico para o Suriname são reais.

Foto: NII

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar