Kenneth Amoksie — Foto: Luiz Paulo

O Suriname quer usar os US$ 70 mil do Projeto de Doação Regional do Banco Inter-Banco de Desenvolvimento (BID) para combater, em particular, a violência doméstica, o crime transnacional, a gestão do tráfego, o policiamento comunitário, o crime financeiro e o crime cibernético.

Essa lista de prioridades foi um ponto importante da agenda da última terça-feira, 30, durante a visita do representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Suriname, Antonio Gonçalves, ao ministro Kenneth Amoksi de Justiça e Polícia (Juspol).

Publicidade

Amoksi também pediu ajuda no combate à corrupção. “Gonçalves chamou esse fenômeno de um problema dentro dos países membros e diz que o BID está prestando atenção nele”, adiantou Amoksi. Ele ainda destacou o papel histórico que o BID desempenha na região em termos de financiamento.

 

Comentar

Comentar