Sem João Doria (PSDB) na corrida presidencial, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ampliou a vantagem de intenção de voto, no primeiro turno, sobre o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL), segundo levantamento publicado na manhã desta segunda-feira (30) pelo instituto FSB e encomendado pelo BTG/Pactual.

Em comparação com a pesquisa divulgada no final de abril, no cenário estimulado de primeiro turno, Lula sobe de 41% para 46% e Bolsonaro segue com 32%. Ciro Gomes (PDT) segue com 9% e a pré-candidata do MDB, Simone Tebet sobe de 1% para 2%.

Publicidade

Caso a eleição fosse realizada hoje, Lula teria potencial para vencer já no primeiro turno, pois descontado os voto brancos e nulos, o petista tem mais intenções de voto do que todos os outros adversários somados juntos.

Nas projeções de segundo turno, Lula aparece com 54% e Bolsonaro com 35%. Na pesquisa anterior, Lula registrou 52% e Bolsonaro 37%, levando em conta a margem de erro de dois pontos, eles oscilaram nessa margem, mas o petista com tendência de alta e o atual mandatário com tendência de queda.

No quesito rejeição, Bolsonaro lidera com 59%, seguido de Ciro Gomes com 49% e Lula com 43%. Simone Tebet aparece com 13%. A pesquisa foi feita por telefone com 2.000 pessoas entre os dias 27 e 29 de maio. A margem de erro é de 2 pontos, com intervalo de confiança de 95%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o registro BR-03196/2022.

Comentar

Comentar