Foto: Reprodução

A seleção de futebol do Suriname está novamente enfrentando grandes problemas com o voo fretado reservado com a Fly All Ways para os dois jogos fora da Liga das Nações. Após a derrota internacional por 3 a 0 contra o México na noite de sábado, jogadores, funcionários e comitiva se apresentaram bem a tempo no aeroporto de Torreón pela manhã.

Após quase seis horas de espera no saguão de embarque, veio o anúncio de que a aeronave não recebeu permissão das autoridades aeroportuárias para voar para o Suriname com escalas em Cancún e Curaçao. O plano de voo não foi entregue em papel a tempo, após o que a delegação foi informada de que o voo deveria ser adiado para o dia seguinte.

Publicidade

Via Fly All Ways, jogadores, staff e comitiva já foram acomodados em outro hotel próximo ao aeroporto. Devido à noite extra em Torreón, alguns internacionais perdem o voo de volta de Zanderij para a Holanda. No final da tarde, eles estavam ocupados organizando um voo alternativo para a Europa via Cidade do México o mais rápido possível. Seis jogadores já haviam reservado sua viagem de volta dessa maneira com antecedência.

Inicialmente também houve problemas com o serviço de imigração mexicano no aeroporto de Torreón. Três passageiros – um jogador de seleção e dois membros da diretoria do SVB – não tiveram mais a parte exigida do formulário de imigração obtido na chegada. Isso poderia ser resolvido rapidamente pagando uma multa.

Comentar

Comentar