Correligionários e representantes dos vários partidos políticos, entre os quais, ABOP, VHP, NPS e NDP, ficaram de plantão nesta madrugada de terça para quarta-feira (27), no Anthony Nesty SportHal (NIS), onde ficam armazenados os votos da capital do Suriname, Paramaribo.

Publicidade

A fiscalização presencial dos partidos ficou ainda mais evidente depois que alguns indícios de fraudes no processo eleitoral, registrados desde o começo da votação, na última segunda-feira. Ao todo, a capital é o maior colégio eleitoral do país com 274 sessões em vários pontos da cidade.

Os resultados preliminares indicam o VHP com 20 cadeiras. O NDP segue logo atrás com 16 assentos, o ABOP com 7, o NPS com 4, o BEP e o PL têm 2 assentos. O resultado final do processo eleitoral do Suriname ainda não foi processado, informou as autoridades que coordenam o pleito.

Presidente só será “eleito” dia 12 de agosto

No Suriname, como a eleição para presidente não é direta, o novo chefe de estado só será conhecido em 12 de agosto, na posse dos novos parlamentares. São eles que vão definir quem vai comandar o país pelos próximos cinco anos. É importante destacar que o partido político com maior número de assentos na DNA não vai definir ou escolher o presidente. Isso dependerá das articulações e alianças políticas que serão realizadas.

Foto: Tessa Sendar

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar