Raymond Sapoen, o vice-presidente rebelde do partido Pertjajah Luhur, não está preocupado pela ação que foi tomado pelo partido para impedi-lo que ele seja candidato a deputado na Assembléia Nacional (DNA). Segundo Sapoen, o presidente do partido (PL) Paul Somohardjo sabe que ele não pode ser chamado de volta pela lei ”terugroeping wet”. Ele considerou a proposta aprovada pelo conselho do partido (PL) também como uma situação de pânico.

 

Publicidade

Raymond Sapoen e Presidente Desi BouterseSapoen acompanhado de Dipakkoemar Chitan, que é também um deputado do partido (PL), irão formar juntos o seu próprio grupo que fará parte do grupo da coalizão. O grupo de Sapoen deu um passo para apoiar o governo para os próximos cinco anos contra a vontade de Somohardjo. De acordo com Sapoen isso não vai ser grátis. Ele ainda está negociando com o partido (NDP), o vencedor das eleições. Em outro momento eles irão falar sobre a distribuição do espólio eleitoral.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar