— Foto: Luiz Paulo

No Suriname, todas as ações judiciais foram suspensas até segunda ordem devido ao aumento contínuo do número de infecções por Covid-19. O tratamento do caso de resistência do ex-presidente e ex-líder do Exército Desi Bouterse, que estava na lista de discussão na segunda-feira passada, também está sendo movido, relatou a corte.

A intenção era que o Ministério Público do Suriname e o advogado de Bouterse falassem. Ainda não se sabe quando será retomada as oitivas.

Publicidade

Bouterse, de 75 anos, é acusado em processo que julga a morte de 15 oponentes políticos em dezembro de 1982, também conhecidos como “Assassinatos de Dezembro”. Ele era então comandante do exército e foi condenado à revelia a 20 anos de prisão. Ele apresentou um protesto e a corte reabriu seu caso novamente.

Hospitais cheios

O Suriname vem em uma crescente de novas infecções. Somente em maio, 64 mortes foram registradas até agora, totalizando 275 desde o começo da pandemia. Os hospitais estão lotados e novos pacientes estão alojados, entre outros locais, no prédio da Câmara de Comércio do Suriname.

Comentar

Comentar