Chan Santokhi — Foto: Luiz Paulo

De acordo com o governo do Suriname, a sociedade não está preocupada com a Covid-19 e suas consequências. Foi o que afirmou o presidente Chan Santokhi durante uma coletiva de imprensa. O chefe de estado pediu atenção da população e, simultaneamente, ordenou às autoridades maior controle da doença.

“A política visa à responsabilidade individual do cidadão. Nem todas as partes da sociedade aderem a isso. As celebrações e outros encontros continuam normalmente com o risco de uma propagação ainda maior”, observou o presidente. Na última quarta, o Conselho de Ministros se reuniu para tratar o assunto.

Publicidade

“As medidas mais rígidas anunciadas pelo governo não implicam de forma alguma que a sociedade seja intimidada, mas que visam justamente reduzir o vírus Covid-19”, completou. O número crescente de infecções é uma grande preocupação para o gabinete Santokhi e Brunswijk.

O objetivo das medidas é travar o avanço do vírus. Um bloqueio total foi anunciado para o final de semana. Todos estão proibidos de circular nas vias públicas de todo o Suriname no período de sexta-feira, 21 de agosto, às 20h, a domingo, 23 de agosto de 2020, às 5h. Aos domingos, a partir das 5h, as pessoas podem ir às ruas.

Comentar

Comentar