— Foto: CDS

O pontapé inicial da celebração do Diwali foi dado nesta sexta-feira, dia 13, pelo presidente Chan Santokhi, que iluminou o slide nacional. O evento acontece no sábado (14), na Praça da Independência. O festival das luzes, como também é chamado, simboliza a vitória do bem sobre o mal.

“Mas a fileira de luzes também simboliza a ideia de conexão dentro da sociedade”. O chefe de estado pediu à sociedade que se conectasse, “estando presente uns para os outros. Devemos apoiar uns aos outros em tempos em que grandes partes da sociedade, afetadas pela pobreza, Covid-19 e a situação financeira”, disse.

Publicidade

Segundo ele, a luz pode ser encontrada em todas as religiões. “A luz é o símbolo universal para o calor, assim como a luz dentro de nós. Que o Suriname seja física e moralmente purificado, tornando-o ético e justo para a prosperidade e o bem-estar aos quais nós, como nação, estamos caminhando”, concluiu.

Anil Manurat, presidente da União Cultural do Suriname (CUS), disse que, apesar da situação da Covid-19, a organização conseguiu inaugurar o evento de maneira apropriada. “Visto que nem todos podiam ser convidados a comparecer à Praça da Independência”, disse.

Comentar

Comentar