Jennifer Geerlings-Simon mostra preocupação à primeira vista, mas coloca “panos quentes” em seguida.

A descoberta de petróleo na costa do Suriname segue dando o que falar entre governistas e população em geral. Dessa vez, a presidente do parlamento, Jennifer Geerlings-Simon, se mostrou preocupada e fez um apelo a Desi Bouterse para que os recursos provenientes da exploração sejam aplicados adequadamente.

Publicidade

Jennifer, no entanto, colocou “panos quentes” e disse acreditar que o governo já criou condições para fazer investimentos com o dinheiro, já que o Fundo de Poupança e Estabilização foi inserido no processo através da lei, adotada em 2017, já durante a gestão de Desiré Delano Bouterse.

Uma das ideias é estocar o produto para que o país se proteja quando o preço do barril alcançar índices elevados. Além disso, “não se pode confiar apenas no petróleo, porque isso está acabando. A renda ‘extra’ deve, portanto, ser investida no setor agrícola, turismo, TI, educação e saúde”, pontua.

“Uma boa notícia após os contratempos que o Suriname teve de suportar nos últimos cinco anos. Agora, não apenas tem a oportunidade de ganhar dinheiro, mas também de investir e reservar. Durante a crise, o governo e o parlamento fizeram de tudo para garantir que o Suriname pudesse manter a cabeça acima da água”, disse.

Segundo ela, “havia o risco do Suriname cair, mas conseguimos sobreviver e garantir que os funcionários fossem pagos”. A presidente do parlamento encerrou reconhecendo que ainda é difícil no momento, mas que o governo continua tendo sucesso em levar o país para o avanço.

Foto: LPM News

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar