Em fevereiro deste ano, o governo do Suriname anunciou o primeiro aumento no preço do combustível do ano, chegando a 12,43 por litro a gasolina. Nos últimos dias, no entanto, o valor diminuiu, ainda que pouco, e tem chegado ao consumidor por 11,93. O motivo, segundo o presidente Chan Santokhi, é um subsídio de 3 SRD do governo. 

“Se não o fizéssemos, o preço do combustível seria 3 SRD mais caro na bomba. Portanto, estamos protegendo essa sociedade”, explicou Santokhi em coletiva de imprensa. Segundo ele, o governo está deixando de arrecadar SRD 120 milhões por mês na gasolina e no diesel. “É importante nesse momento de pandemia essa ajuda”, reiterou.

Publicidade

Comentar

Comentar