O Ministério da Justiça e Polícia (Juspol) está preparando a implementação das novas regras envolvendo acidentes de trânsito no Suriname.

As novas regras entrarão em vigor a partir de 1º de março de 2018 e trarão novidades por exemplo, no caso de pequenos acidentes envolvendo veículos de pequeno porte.

Publicidade

A informação foi divulgada pelo Instituto Nacional de Informação (NII) no sábado, 10 de fevereiro, que informou que o Ministro da Justiça e Polícia, Ferdinand Welzjin com uma equipe da Juspol, da administração da Força de Polícia do Suriname (KPS) estiveram em reunião com os representantes das companhias de seguros e da Associação das Companhias de Seguros do Suriname (Survam) esta semana para discutir o assunto.

Uma das questões definidas na reunião é que a partir de 1º de março no caso de ocorrências envolvendo a colisão entre veículos automotores, não será mais necessário esperar a chegada da polícia no local podendo o caso ser resolvido pelas seguradoras que ficarão responsáveis pela remoção dos veículos. Esta nova regra se aplica apenas nos casos de acidentes onde há pequenos danos e os veículos podem ser movidos sem grande esforço. As companhias de seguro disponibilizarão o formulário de reivindicação aos segurados que deverá ser preenchido e encaminhado a seguradora.

Os motoristas serão informados detalhadamente a respeito de como agir no caso de acidentes com pequenos danos. Além disso, o pessoal da polícia e os funcionários das companhias de seguros receberão as diretrizes e instruções necessárias em tempo hábil.

“Com a introdução deste novo sistema, espera-se que o congestionamento no tráfego seja evitado no caso de pequenos acidentes e as partes envolvidas possam resolver a questão por meio de um procedimento abreviado”, informou o Ministério da Justiça e Polícia por meio do NII.

O Corpo de Polícia do Suriname (KPS) ressalta que apesar da mudança nos casos de pequenos acidentes, a polícia estará presente no local para averiguação de documentos e para fazer o exame de bafômetro.

Foto: NII

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar