O governo está avaliando novamente o plano de dragagem do rio Suriname.

Este plano está sendo discutido no Conselho de Ministros. “Nós entendemos que o governo pretende tirar este projeto do armário este ano”, disse Andreas Talea, diretor de Gestão Portuária N.V. O diretor da Autoridade Marítima do Suriname (MAS Maritieme Autoriteit Suriname) Michel Amafo, ainda não quer se aprofundar nisso sem uma decisão oficial do governo.

Publicidade

 Já fazem seis anos que se fala na dragagem do canal do rio Suriname. Em 2014, tudo parecia estar pronto para começar até que o governo de repente colocou a operação em espera por tempo indeterminado. Até mesmo as negociações com a empresa de dragagem Holandesa De Boer já estavam em um estágio avançado, mas o projeto é estimado em mais de 20 milhões de dólares. O canal deve ser aprofundado a partir da foz do rio Suriname até Domburg.

“Nós da Gestão Portuária vemos esse projeto sendo realizado ontem ao invés de hoje. A nossa organização está perdendo uma série de oportunidades e receitas”, disse o diretor de Gestão do Porto. Se os planos continuarem em andamento, os contêineres com cargas maiores serão capazes de entrar no porto de Paramaribo. Também ficará mais barato para o país vizinho Guiana Francesa para obter bens do Suriname, do que através de seu próprio porto raso. Neste contexto, será construído em Albina, uma plataforma de desembarque maior, para isso o orçamento será de 11 milhões de SRD.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar