Lane Thomas, de 2 anos, morreu em junho ao ser arrastado para dentro de um lago por um jacaré, dentro de um resort da Disney, em Orlando.

A família do menino de dois anos que morreu em junho após ser arrastado por um jacaré na Disney, em Orlando, anunciou na quarta-feira que não processará o grupo empresarial. Os pais da criança também divulgaram que criarão uma fundação em homenagem ao filho.

Publicidade

Em comunicado, Matt e Melissa Graves se disseram “destruídos” com a morte do filho, Lane Thomas, mas afirmaram que tentarão manter “seu espírito vivo” através de uma organização que arrecada fundos para instituições de caridade. “Além da fundação, nos dedicaremos unicamente à futura saúde de nossa família e não entraremos com nenhum processo contra a Disney. Por enquanto, seguimos pedindo privacidade enquanto focamos em nossa família”, diz o texto

No dia 15 de junho, o menino foi arrastado até a água por um jacaré, quando estava com a sua família às margens de um lago artificial no resort Grand Floridian Resort & Spa, dentro do complexo da Disney na Flórida. Os pais tentaram libertar a criança do jacaré, que media entre 1,5 e 2 metros de comprimento, mas não conseguiram. As autoridades chegaram a sacrificar vários animais do lago durante a operação de busca.

No dia seguinte, os mergulhadores que participaram da investigação acharam no fundo do lago o corpo do menino, que estava sem vida, mas intacto. De acordo com a perícia, Lane morreu por afogamento e sofreu outros traumas ao ser arrastado para o lago.

Fonte: Veja

Comentar

Comentar