— Foto: Luiz Paulo

Representantes da Organização de Obras Públicas (WOOW) anunciaram preocupação com o novo preço do combustível anunciado pelo governo do Suriname no começo desta semana. A categoria alega não ter condições de manter os salários para o deslocamento com transporte.

A partir da próxima semana, as escolas devem retomar á normalidade, o que também preocupa a organização. Esta não é a primeira categoria que reclama do reajuste no preço. Os empresários de coletivos também divulgaram nota antecipando a possibilidade de aumento na tarifa.

Publicidade

Comentar

Comentar