O Orçamento do Estado para 2019 foi aprovado na Assembléia Nacional (DNA) na quinta-feira (6). Esta lei foi aprovada com 28 votos a favor e 14 contra. A presidente da DNA, Jennifer Geerlings-Simons, está feliz porque finalmente o país tem um orçamento, mesmo estando na metade do ano. Um orçamento é importante, porque com ele o desenvolvimento do país é melhor direcionado. Ela também está satisfeita com o dinheiro  que foi levantado no orçamento para o Fundo Nacional de Habitação.

PUBLICIDADE
Jennifer Geerlings-Simons – Presidente da Assembléia Nacional (DNA) (Foto: Luiz Paulo)

O Comité de Relatores do orçamento foi composto pelos seguintes membros: Amzad Abdoel como presidente, Asiskumar Gajadien, Oesman Wangsabesari, Diana Pokie, Celsius Waterberg, Carl Breeveld, Jennifer Vreedzaam, William Waidoe, Wendell Asadang, Gregory Rusland, Raymond Sapoen, Cleon Gonsalves, Jardin de Ponte, Rossellie Cotino, Krishnakoemarie Mathoera e Yvonne Maabo.

Segundo o Presidente do Parlamento, a rejeição do orçamento não é uma opção, porque os salários dos funcionários públicos devem ser pagos. O governo também deve fazer uma contribuição para os hospitais e os vários subsídios devem ser financiados. O presidente espera que o DNA possa iniciar em novembro as ações para a realização do orçamento de 2020.

Amzad Abdul (Foto: Luiz Paulo)

Amzad Abdul está convencido de que a aprovação do orçamento servirá como uma ferramenta para tornar o crescimento econômico mais sustentável. Ele também indicou que as necessidades básicas necessárias são garantidas.

Os bancos da oposição indicaram claramente que não aprovaram porque o orçamento não oferece garantias para uma sociedade melhor. Os membros da oposição também citaram não terem notado nenhum aumento na produção. Segundo o parlamentar Dew Sharman, ainda há uma cultura de endividamento.

Foto: LPM

Deixe seu comentário abaixo.