Foto: Divulgação/Comando Conjunto Norte

O Comando Conjunto Norte, formado pelo Comando Militar do Norte, Comando do 4º Distrito Naval e Comando Aéreo Norte, auxiliou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) na apreensão de madeira extraída ilegalmente e maquinários em em área desmatada e com poluição por mercúrio no município de Novo Progresso, sudoeste do Pará.

A ação ocorreu no período de 5 a 8 de agosto, que identificou um garimpo ilegal de 17 hectares na zona rural de Novo Progresso. No local foram apreendidos três escavadeiras de esteiras, 1,3 mil litros de combustível, três bombas de sucção, além de cerca de 553 m³ de madeiras em toras.

Publicidade
Foto: Divulgação/Comando Conjunto Norte

De acordo com o Comando Conjunto Norte, o valor das máquinas e equipamentos foi orçado em aproximadamente R$ 2,5 milhões. Já as multas aplicadas pelo órgão ambiental por desmatamento e exploração mineral ilegal, além de desvio de curso d’água e uso de mercúrio, chegarão próximas a R$ 1 milhão.

Operação Samaúma

A Operação Samaúma ocorre em terras indígenas, em unidades federais de conservação ambiental, em áreas de propriedade ou sob posse da União e, mediante requerimento do Governador, em outros sítios do estado. Todas as atividades ocorrem em conjunto com órgãos e agências de proteção ambiental e de segurança pública.

A atuação dos militares iniciou dia 28 de junho e ocorre nos municípios paraenses de Altamira, Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, São Félix do Xingu e Trairão até o dia 31 de agosto.

Comentar

Comentar