Professores de várias escolas da cidade e dos distritos estão preocupados porque as aulas já iniciaram e muitas escolas ainda não foram pulverizadas contra o vírus Chikungunya.

No início do novo ano escolar, várias crianças infectadas pelo vírus tiveram que voltar para casa, para não infectar os outros  alunos nas escolas.

Publicidade

Alguns diretores escolares pagaram do próprio bolso para se protegerem do vírus Chikungunya.

A Secretaria de Saúde Pública (BOG), o Exército Nacional e a Direção do Ministério das Obras Públicas (OW) estão trabalhando desde a semana passada na campanha nacional para limpar todos os locais de reprodução do mosquito Chikungunya.

Alem da retirada do lixo, as escolas e prédios do governo devem também ser pulverizados.

A Agência Caribenha de Saúde Pública (CARPA) já advertiu que o surto do vírus ainda não chegou ao seu ponto mais alto no Suriname.

Tendo em vista o período chuvoso que começará em breve, o número de reprodução do mosquito tende a crescer ainda mais com as chuvas.

Deixe seu comentário abaixo

Comentar

Comentar