As informações sobre o caso foram divulgadas no site da polícia nesta segunda-feira, 19 de fevereiro.

O caso foi registrado no resort Latour na semana passada quando a mulher foi presa acusada de infectar deliberadamente seu parceiro com o vírus HIV.

Publicidade

A acusada, Deborah W., de 38 anos de idade, foi presa na quarta-feira(14) depois que seu parceiro procurou a polícia e apresentou uma queixa contra ela na delegacia do bairro. De acordo com o homem, ele viveu maritalmente com a mulher por dois anos e a acusada omitiu o fato de ser portadora do vírus HIV infectando propositalmente o seu parceiro.

Segundo a vítima relatou para a polícia, ele só descobriu que a mulher era soropositivo quando encontrou uma grande quantidade de comprimidos na bolsa de sua parceira que ela dizia que eram analgésicos. Ao encontrar os comprimidos, o homem ficou desconfiado e após perguntar em uma farmácia, lhe informaram que se tratava de comprimidos para tratamento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS). Na prisão, a mulher disse para a polícia que é portadora do vírus HIV há cinco anos e não sabia como dizer isso ao seu parceiro que ficou furioso quando descobriu e resolveu denunciá-la na polícia.

Deborah foi enquadrada na lei do Suriname que torna crime a infecção proposital por HIV ou qualquer outra doença infecciosa.

Deixe seu comentário abaixo.

Comentar

Comentar