MP denuncia falso dentista que extraiu de uma vez 9 dentes de um paciente por lesão corporal e exercício ilegal da profissão na BA

MP denuncia falso dentista que extraiu de uma vez 9 dentes de um paciente por lesão corporal e exercício ilegal da profissão na BA

Homem de 38 anos não tem diploma e é suspeito de causar lesões e mutilações em pelo menos 15 pessoas. Prisão foi pedida à Justiça.

O falso dentista que estava sob investigação policial por atuação ilegal nas cidades de Itabuna e Vitória da Conquista, no sul e sudoeste da Bahia, foi denunciado à Justiça pelo Ministério Público do estado (MP-BA), nesta sexta-feira (6), por lesão corporal e exercício ilegal da profissão.

Paulo Henrico Almeida, de 38 anos, é acusado de provocar lesões e mutilações em pelo menos 15 pessoas que foram atendidas por ele. Segundo informações do delegado Humberto Matos, que investiga o caso, além da denúncia, o MP também pediu a prisão preventiva do suspeito.

Conforme o delegado, a prisão do falso dentista foi pedida pelo MP porque Paulo Henrico foi flagrado na clínica onde trabalhava, em Conquista, mesmo após determinação da Justiça de que ele não entrasse em contato com testemunhas e parasse de exercer a função de dentista, proibindo o acesso ao estabelecimento.

O caso será analisado pela Justiça. Ainda não há retorno sobre os pedidos.

Estudante já havia sido denunciado em Vitória da Conquista  — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Paulo Henrico era estudante de odontologia, mas atuava como dentista nas duas cidades baianas. Em Conquista, em maio deste ano, o Conselho Regional de Odontologia (CRO) o denunciou pela atuação irregular. Já em Itabuna, a Polícia Civil pediu a suspensão temporária da clínica onde o falso dentista atuava. Na época, a polícia chegou a pedir a prisão do suspeito, mas o mandado foi negado pela Justiça.

Entre as vítimas do falso dentista, está um homem que denunciou o suspeito após ter nove dentes extraídos de uma só vez pelo homem durante uma consulta, no município de Itabuna.

A vítima, que preferiu não se identificar, contou que procurou o falso dentista, sem saber que ele não era um profissional da área, após uma inflamação em um dos dentes e afirmou que foi surpreendido com as extrações.

Segundo o homem, o procedimento foi realizado no mesmo dia em que ele passou por consulta com o suspeito, que ainda receitou remédios.

A empregada doméstica Sirlene Santos conta que ficou abalada após levar o filho de 21 anos para uma avaliação com o suspeito.

Durante a consulta, o falso dentista teria orientado que o jovem tivesse dois dentes extraídos e substituídos por implantes – o que foi seguido pela família. Contudo, Sirlene conta que, durante o procedimento, percebeu que algo estava errado.

Outra vítima denunciou que teve uma infecção grave após colocar implantes com o falso profissional. O carpinteiro Frank Andrade conta que pagou R$ 6 mil pelo procedimento, que também foi feito no mesmo dia do orçamento, sem nenhum preparo prévio.

Fonte: G1

Comentar

Comentar