Foto: Reprodução

Moradores de um vilarejo da província de Jambi (Indonésia) estavam procurando uma mulher desaparecida na última sexta-feira (21/10) quando se depararam, dois dias depois, com uma píton de 7 metros de comprimento repousando numa clareira em mata densa. Eles notaram uma protuberância na barriga da cobra e resolveram tirar a dúvida.

Os seus temores se confirmaram: o corpo de Jahrah, que tinha 54 anos, estava dentro da píton, intacto. Anto, chefe da aldeia Terjun Gajah, onde a vítima morava, disse acreditar que a cobra tenha atacado Jahrah mordendo-a e depois se enrolando em torno dela para sufocá-la, contou reportagem do “Daily Mirror”.

Estima-se que a vítima tenha sido totalmente engolida pela cobra em um processo de duas horas de duração. Jahrah foi atacada quando trabalhava coletando borracha na mata, atividade rotineira para a indonésia.

A região tem registrado um aumento na presença de grandes pítons no último ano. Uma delas media cerca de 8,5 metros. Ela chegou a ser perseguida por moradores, mas conseguiu escapar.

Comentar

Comentar